Segunda, 29 Janeiro, 2018 - 17:48

Esperança de um Ano Novo Melhor para o Sector da Caça

Esperamos que a natureza nos ajude a encarar este ano que agora começa, com Esperança no Futuro da Caça em Portugal.

A época que agora findou trouxenos alguns dados: que em algumas zonas de caça “embora poucas” as populações de coelho bravo começaram a recuperar.

Com a iniciação do Projecto +Coelho leva-nos a cada momento termos mais dados e podermos avaliar a cada ano a evolução das populações do coelho bravo e da lebre.

Necessitamos por isso de uma ajuda da mãe natureza, começando por acreditar que a chuva vai chegar, para terminar com esta maldita seca e repor as reservas de água nas barragens que tão necessária é para o próximo verão.

Já se começou a fazer a amostragem em 100 zonas de caça para despiste da Tubertculose na Caça Maior. Esta amostragem tem cobertura em todo o território nacional, com maior ou menor incidência, conforme as populações de Javalis. Esperamos que as populações estejam saudáveis e que incrementando a caça a esta espécie “javali”, possamos reduzir as populações essencialmente onde elas são maiores e causam prejuizo na agricultura, acidentes rodoviários e na caça menor.

Esperamos que este ano seja também ele bom para a recuperação da Perdiz Vermelha Selvagem, para isso a mãe natureza tem que ajudar.

Acreditando que a natureza nos vai ajudar e que nós Caçadores, fazemos a nossa parte, temos boas razões para acreditar que a próxima época venatória, vai ser melhor do que a que está a terminar.

Um abraço e Bom Ano de 2018

Jacinto Amaro

Presidente da FENCAÇA

Na Revista Caça&Cães de Caça de Fevereiro

Acesso Restrito

Necessita registar-se para visualizar os anexos