Quinta, 23 Novembro, 2017 - 16:21

Os Problemas do Setor da Caça e os Incêndios

Como se não bastasse os problemas que o Sector da Caça já tem, agora também os Incêndios.

Os Coelhos e as Lebres têm as suas populações reduzidas aos mínimos por causa da DHV doença hemorrágica virica, que estamos agora a tentar recuperar, através do Projecto “+Coelho”.

Em relação às Perdizes, estamos a estragar o melhor que tínhamos "A Perdiz Vermelha Selvagem" Alectori Rufa. Ao soltar milhares de perdizes provenientes de cativeiro nas melhores zonas que tínhamos, como o exemplo de Mertola, não aprendemos nada com o exemplo dos vizinhos Espanhóis. Os culpados são sempre os mesmos, os caçadores que não se contentam em matar duas perdizes selvagens por dia, preferindo matar sessenta das mansas, que lhas vendem como bravas e pagam-nas ao preço como tais, não percebendo que a natureza não faz milagres na multiplicação. Ainda não perceberam que a galinha dos ovos de ouro se vai acabar, porque para caçar perdizes de cativeiro não precisam de vir de Braga, Porto, Coimbra, Aveiro etc etc., tem lá muitos locais onde as largar e caçar muito mais baratas e sem necessidade de fazer centenas de km. Estamos a estragar o melhor que tínhamos e todos assobiam para o lado, como se nada se passasse.

Na Caça Maior temos a Tuberculose, que num ano particularmente seco onde as pequenas barragens secaram e as outras ficaram com pouca água e onde todos os animais confluíam para beber, os selvagens e os domésticos, estavam criadas as condições para o problema se agudizar, temos que deitar mãos à obra e todos em conjunto mínimizar o problema.

Agora os incêndios que vão deixar sem poder caçar as zonas de caça de catorze concelhos e alguns milhares de caçadores, que nalguns casos perderam tudo, mas que não mandaram a toalha ao chão e já andam a recuperar as suas zonas de caça, tem de ser ajudados e por isso já propusemos ao Governo que reserve as verbas disponíveis no PDR 2020 para ajudar as zonas de caça que arderam.

Quero desejar a todos uma Época Venatória boa, tanto quanto possível.

Jacinto Amaro

Presidente da FENCAÇA

Na revista Caça&Cães de Caça de Dezembro 2017

Acesso Restrito

Necessita registar-se para visualizar os anexos